Domingueira AMSUR: A Cultura como Arma Política


A cultura define as identidades de um grupo social, as formas como se vê, como se comporta socialmente. É, assim, um acúmulo histórico de conhecimentos, mas também de relacionamentos sociais e de valores comportamentais e existenciais, objetivos ou subjetivos. Os elementos que compõem uma cultura são compartilhados pelos membros da sociedade, criando-se, assim, uma identidade cultural.

Exatamente por isso, a manipulação desses aspectos da cultura de um grupo social, para o bem ou para o mal, é sempre indissociável do jogo político. Tanto pode ser um aspecto do crescimento coletivo de uma sociedade como pode ser manipulada, no sentido de se “naturalizarem” as diferenças sociais, buscando perpetuá-las. A questão ideológica, assim, pode ganhar centralidade na disputa cultural. A Cultura é uma arma importante de libertação ou de dominação de um povo.

Com esse sentido, a compreensão do momento por que passa o Brasil e o Mundo passa por compreendermos as disputas ideológicas e culturais que estão sendo travadas.

Para conversar conosco sobre esse tema, contamos com a participação de:

  • Albino Rubim, pesquisador do CNPq, professor da Universidade Federal da Bahia e ex-Secretário de Cultura do Governo da Bahia, durante a gestão do Governador Jacques Wagner;

  • Daniel Pansarelli, Professor e ex-Pró-Reitor de Extensão e Cultura da Universidade Federal do ABC;

  • Américo Córdula, mestrando em Políticas Sociais para a Diversidade Cultura (USP), ex-Gestor Cultural no Ministério da Cultura e ex-Secretário de Políticas Culturais.



Design sem nome (1) (1).png

Olá, que bom ver você por aqui!

o Instituto AMSUR congrega especialistas e gestores públicos dedicados à elaboração, avaliação e gestão estratégica de políticas públicas.

Fique por dentro de todos os posts

Obrigado por assinar!

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • Pinterest