top of page

Diálogos AMSUR: Golpismo: O 08 de Janeiro Ainda Não Terminou

As eleições presidenciais de 2022 se concluíram com a vitória do Presidente Lula, mas lhe entregaram um País fortemente dividido e radicalizado. Vários movimentos golpistas se foram desenhando ou deflagrando com a lógica de negar os resultados eleitorais ou, pelo menos, voltados a desestabilizar o novo governo, evitando que se consolide e que leve a cabo um projeto de Nação que retome e aprofunde caráter social e ambientalmente justo, democrático e soberano, que possa conformar um salto na direção de um desenvolvimento que a coloque em patamar mais desenvolvido.

Vários movimentos se vêm justapondo e com sinais fortemente antagônicos nessa caminhada proposta pelo novo governo brasileiro. Na mesma semana em que avançou o protagonismo internacional do Brasil, toma corpo uma tentativa de comprometimento do próprio governo com os acontecimentos golpistas de 08 de janeiro, com uma edição malandra de vídeos sobre a invasão do Palácio do Planalto, instalação de uma CPMI para apuração dos atos golpistas, depoimento de militares na Polícia Federal, manifestações norte-americanas de descontentamento em relação a posicionamentos internacionais brasileiros. No âmbito militar surgem posicionamentos que aventam a possibilidade de o País será ameaçado militarmente num futuro próximo, ao mesmo tempo em que se anuncia que o Brasil passa a fazer parte do sistema de proteção e defesa espacial dos Estados Unidos.

Como governar num quadro destes e entendê-lo? Como organizar o governo para enfrentar esse embate com as forças que se contrapõe a ele? Como superar essa ameaça golpista que se vai repetindo construir condições para avançar no projeto de País que se vem disputando?

Para dialogarmos sobre esse intrincado e grave quadro político e geopolítico, estarão conosco:

José Genoino, ex-deputado federal por vários mandatos, tendo sido deputado constituinte e ex-Presidente do Partido dos Trabalhadores

Manuel Domingos Neto, Manuel Domingos Neto,. Ex-Professor da UFC e da UFF, foi vice-Presidente do CNPq e presidente da Associação Brasileira de Estudos de Defesa (ABED), organizador do livro Comentários a um Delírio Militarista

Alfredo Attié Jr., desembargador junto ao Tribunal de Justiça de São Paulo, Titular da Cadeira San Tiago Dantas e presidente da Academia Paulista de Direito



Posts recentes

Ver tudo
bottom of page